terça-feira, 29 de setembro de 2009

Program-ME's beta - Lista de participantes

Agradecemos a comunidade que se interessou em participar deste programa de avaliação do Program-ME. Como produzimos um quantidade ainda pequena de Program-ME's a lista de participantes é pequena, ainda não podemos nem mesmo envolver todos instrutores da Globalcode.. Estamos produzindo um segundo lote e até o final de outubro.

Equipe Globalcode:
  • Julio Viegas;
  • Benedicto Franco Junior;
  • Dr. Spock (Campinas);
  • Jose Luis;
  • Elaine;
  • Felipe (Fratech);
  • Thiago Vespa (SJRP)
  • Rafael Nunes
  • Eder
  • Kleber Xavier
  • Neto Marin (Manaus)
Voluntários da Comunidade:

  • Fernando Luis
  • Aleksander Blagus
  • Leonardo Simberg
  • Luis Daniel Soares
  • Silveira Neto
  • Victor Hugo Jabur
  • Jiri Trnka
Estamos criando uma lista de discussão para suportar este processo! Nesta lista vamos anunciar como obter o Program-ME e também como reportar feed-backs.

Bem-vindo a todos e obrigado pela participação.

-Vinicius Senger

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Resumo do resumo da raíz da eletrônica

Segue aqui um resumo de alguns informações de baixo nível da eletrônica, isso pode até ser transformado em um mind mapping interessante, vou fazer um dia..
  • Cobre = 1 elétron na camada de valência
  • Silicio = 4 elétrons na camada de valência, material usado para construção de diodo, transistor, circuitos integrados,    
  • Germanio também tem 4 elétrons na camada de valência, mas é muito sensível a temperatura portanto não mais usado em eletronica
  • Sólido de Silício = cristal de silício
  • Banda de condução = camada onde elétrons livre se movimentam
  • Semicondutor Tipo N = é um cristal de silício que recebeu atomos pentavalentes, ou seja, com 5 elétrons na camada de valência
  • 5 na camada de valência: arsênio, antimônio, fósforo
  • Com semicondutor tipo n temos mais elétrons livres, pois cada átomo pentavalente dopado no silício vai disponibilizar 1 elétron livre a mais pois dos seus 5 da camada de valência apenas 4 serão usados para unir o átomo pentavalente, ex. fósforo,
  • Com semicondutor tipo p temos mais lacunas pois é injetado átomos trivalentes (alumínio, boro, gálio)
  • Força que vem do suprimento de energia, ex. bateria pilha, e faz que os elétrons se movimentem é chamada de força eletromotriz ou tensão e é medida em volts. Volt = Alexandre Volta, o criador da bateria com metal e ácido
  • A grandeza de uma corrente é medida em ampéres.
  • Resistencia é medida em ohms. Carbono é usado para resistor
  • Amperimetros mede corrente
  • Voltimetro mede tensão
  • Ohmimetros mede a resistencia
  • Biestável = pode representar um dos estados
  • Monoestável = um só estado
  • Astável = sem estado estável

sábado, 26 de setembro de 2009

1o mini-curso sobre Program-ME / Arduino

Aconteceu na última quinta-feira o primeiro mini-curso sobre o Program-ME, o Arduino da Globalcode. Com um público variando de garotos de 13 anos a vice-presidente de multinacional, pudemos mostrar todo o potencial de desenvolvimento de hardwares, devices e robôs utilizando plataformas abertas, tanto no software quanto no hardware.

Pudemos conhecer novos membros da comunidade Globalcode onde alguns já tem muita experiência em eletrônica e ficaram extremamente motivados com o que viram. O material do mini-curso será disponibilizado no nosso site dentro do catálogo de mini-cursos e convidamos novamente todos para participarem dos seguintes projetos:

  1. Movimento Elétron Livre: comunidade e blog que visa publicar e democratizar informações sobre eletrônica e robótica livre;
  2. JavArduino.org: projeto para a criação de um compilador Java para Arduino.
Em breve estaremos lançandos novos treinamentos na área de eletrônica e robótica além de um evento voltado para isso.

Agradecemos a presença de todos e quem qusier encomendar um Program-Me pode entrar em contato com a Globalcode para colocar seu pedido na fila. Estamos fabricando as primeiras unidades, agora não-beta.

Fui, eletrificado.
-Vinicius

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A primeira ponte H agente nunca esquece....

Ponte H é um circuito integrado de grande valor para um robô pois podemos controlar motores invertendo corrente para poder andar para frente e traz. Eu comprei uma chamada L293E que é uma ponte H dupla, ou seja, podemos controlar com ela dois motores e também conseguimos usar o PWM do Arduino para controlar a potência dos motores.

Este circuito tem 20 pinos sendo que vou mostrar o que fizemos com 1 a 11 pois é o suficiente para um motor, depois para dois motores é só usar exatamente a mesma configuração mas só que da 12 a 20:

Pino 1 - Enable = ligamos na porta PWM 9 do Arduino
Pino 2 - Input A = ligamos na porta digital 4
Pino 3 - Output A= um diodo veio do terra para ele, do diodo para o positivo (ou negativo) do motor, do motor para outro diodo que foi ligado na corrente
Pino 4 - Sense - Aterramos ele pois não vamos precisar (pode-se usar o L293D que é mais em conta e não tem este recurso usado para driver chopper)
Pino 5 - GND
Pino 6 - GND
Pino 7 - Sense - Aterramos ele
Pino 8 - Output B = um diodo do terra veio para ele, do diodo para negativo (ou positivo) do motor, do motor para outro diodo que foi ligado na corrente.
Pino 9 - Input B = ligamos na porta digital 5
Pino 10 - Alimentação do motor (o L293E aceita até 36V)
Pino 11 - Alimentação do circuito integrado (também aceita até 36V e pede o mínimo de 5)

Nada muito avançado, mas nada muito básico.. De qualquer forma é um ótimo exercicio para você gastar seus diodos e nunca mais esquecer da direção da corrente deles.

Fiz tudo na protoboard conforme a foto a seguir:





Agora que tenho esse par de motores com redução de 100 RPMs e a ponte H funcionando vou trabalhar na mecânica pois o prazo para "máquina surpresa" do JustJava esta esgotando!!

Entre minhas aventuras com a ponte H, resolvi ontem final do dia soldar em uma placa com bornes e tudo bonitinho para ficar algo mais robusto e evitar mal contato, mas na medida que fui colocando os diodos e soldando tudo, percebi que iria faltar espaço... Ai vai vendo, fiz de um lado inteirinho para um motor e funcionou OK, falei com o Bene e mostrei por video para ele e na empolgação do elogio dele "não ficou ruim não!", fui fazer o outro lado. Exatamente a 1:00 da manhã fui ligar os dois motores e para não dizer que não deu nenhum sinal de fumaça, tudo que a engenhoca fazia era dar sinal de fumaça. Dormi decepcionado. Acordei e antes de escovar os dentes fui testar tudo no multimetro... Nada feito, tenho suspeitas de que alguma trilha cruzou... Plaquinha ruim + soldador cansado = fumaça.

Para minha agradável supresa, desoldei a ponte e liguei de volta na proto, bingo! O ponte porreta, isso é que é passar em prova de fogo!!!

É isso ai, se alguem tiver interesse o datasheet dela esta na net e fazer PWM é fácil depois da decodificação do nosso amigo e vulgo "engenheiro de verdade", Paulo Carlos.

E vamos nessa, para a marcenaria fazer a parte menos digital de todas: cortar madeiras e formas para encaixar o motor.

Fui. (motorizado, sem sinal de fumaça).