segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Quem somos nós, o livro.

Albert Einstein não gostou da física quântica (para dizer o mínimo). Sobre o conceito de aleatoriedade descrito, ele disse: "Deus não joga dados com o universo." Niels Bohr respondeu: "Pare de dizer a Deus o que fazer!"

"Por que TANTAS PESSOAS estão interessadas na teorica quântica?" Ela desafia nossas idéias sobre a forma como é o mundo; ela nos diz que as coisas mais óbvias que SABEMOS ser verdadeiras simplesmente não o são. Entretanto, ela cativa milhões de pessoas que supostamente "não são nada científicas".

-WILL, página 59 do livro.

Sem dúvida NENHUMA: quântica é futuro. Vamos nessa?

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

A energia quântica de um olhar...

As partículas microscópicas exibem propriedades que, no começo do século XX, motivaram o surgimento da mecânica quântica.

Quando uma das alternativas desencadear a liberação de energia superior a um gráviton, apenas uma alternativa sobrevive enquanto que as outras alternativas desaparecem.

A determinação da alternativa que sobreviverá é probabilística sendo que a probabilidade de sobrevivência de cada alternativa é o módulo quadrado de sua amplitude de probabilidade.

Durante a propagação de sinais visuais, os nervos óticos do sistema nervoso humano liberam energias muito superiores a um gráviton. Sendo assim, a percepção humana de um evento destruirá a superposição de alternativas.